XIV Congresso Brasileiro de Arteterapia



Docentes e membros do Departamento estiveram presentes no XIV Congresso Brasileiro de Arteterapia que aconteceu entre os dias 21 e 23 de abril no Sesc Venda Nova em Belo Horizonte/MG. Foi um evento de muitos encontros e trocas com excelentes profissionais.

As docentes Betânia Norgren e Leila Nazareth se apresentaram com as palestras “Arteterapia com crianças e famílias” e “A avaliação na formação do(a) arteterapeuta: O manto de apresentação”, respectivamente, e Selma Ciornai na Conferência de encerramento do dia 22 de abril com “Arteterapia: contato e resiliência em tempos pandêmicos”.

Valéria Ribeiro de Fazio, membro do Departamento, levou o workshop “Arteterapia na Abordagem Feminista: mulheres criando” e ainda tivemos outras membros prestigiando e se nutrindo deste evento.

Seguem alguns depoimentos sobre o evento:

Foi uma delícia viajar com a Betânia, encontrar pessoas que eu não via há 2, 3 anos em carne e osso, ver os livros e artesanatos expostos nos coffee-breaks, e, também, participar de workshops e assistir algumas apresentações, as quais achei muito interessantes.

Não pude assistir várias outras apresentações que me interessaram por ter muitas atividades programadas no mesmo horario.

Foi ótimo encontrar uma turminha de alunas do Sedes e do nosso curso em POA, demos muitas risadas juntas, foi uma cumplicidade gostosa.

As organizadoras muito atenciosas, tudo muito bem organizado, pães de queijo deliciosos no café e em todos os coffee- breaks...

Enfim, foi gostoso ter ido, encontrar as pessoas, sentir a vibração e o colorido da comunidade de arteterapia!

(Selma)


O Congresso foi muito bom. Foi muito agradável participar. Há muito tempo eu não participava de um Congresso onde tivesse tanta harmonia e tantos trabalhos sérios e competentes sendo compartilhados. O clima foi muito agradável, com muito respeito, muito cuidado, muita atenção para a diversidade. Acho que foi um encontro muito rico. Fiquei muito feliz de participar e muito surpresa pela qualidade dos trabalhos. Foi muito bom. (Betânia)




(Leila)


O Congresso de Arteterapia foi muito significativo e especial para mim. Depois de dois anos de distância, de não presença física, vivi o encontro, o reencontro, as trocas de experiências, as aprendizagens, energias confluindo para o cuidado do outro cuidando também de si, pois, afinal, somos instrumentos de nosso trabalho. Ouvir colegas falando de sua atuação no SUS e sua importância, outros discorrendo sobre seu trabalho com populações com doenças degenerativas, enlutadas, depressivas... e a arte como recurso terapêutico sempre presente, renovou minhas energias e confirmou minha escolha. Que venha o próximo! (Nair)


Foi ótimo participar de um congresso presencial, principalmente num lugar amplo, repleto de árvores como foi o Sesc. Inclusive, facilitei um workshop praticamente ao ar livre, no coreto em torno da natureza. (Valéria)


A ida ao XIV Congresso de Arteterapia, para mim, foi como ao amanhecer abrir uma janela para uma paisagem multicolorida, respirar um ar puro e encher os pulmões de um sentimento de pertencimento.

Comecei o curso em 2020 e após algumas poucas aulas presenciais, nosso curso acabou acontecendo on-line. Agora, ao finalizar o curso (falta só entregar o TCC) foi um presente poder participar desse encontro e conhecer e poder abraçar algumas professoras que só tinha encontrado pelas janelinhas do googlemeet, além de algumas amigas do grupo Encontrar-te.

Tentei aproveitar tudo que podia no congresso, participei de um minicurso, assisti inúmeras apresentações de casos e palestras e workshop prático. Dancei, conversei, conheci pessoas de outros estados, pude conhecer diversas maneiras de ser Arteterapeuta, e quão vasto e profundo é este campo.

O local em meio a natureza ampliou a conexão com o evento e ao final, voltei para casa com a sensação de que tinha em mim muitas sementes germinando. (Dorianna)


Gostei muito de ter participado desse congresso. Numero grande de participantes.

Arteterapia está tomando um espaço significativo nos atendimentos.

Sensação de que estou no caminho certo.

Participei do mini curso da Escrita criativa do Celso. Pessoa afetiva e acolhedora na condução do mesmo.

Fiz algumas vivências e a constatação é clara , a Arteterapia tem boa articulação em várias abordagens, como: numa tiragem do Tarô, em uma história contada, assim como "reciclando almas" ou também no "desenho intencionado". Oficina muito interessante está ultima. Percebi que a teoria de Jung respaldou a grande maioria das mesas e oficinas que participei.

O espaço Sesc muito amplo , as salas confortáveis. Sempre nas horinhas do café contávamos com música ao vivo. Por estar em terreno montanhoso as escadas fizeram parte do cotidiano. Criei o meu ritmo. E muito pão de queijo.

Enfim, gostei, agreguei conhecimento, entrei em contato com várias abordagens como realmente deve ser um Congresso.

E aguardando o próximo no Espírito Santo. (Nilce)

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo